«

ago 28

Imprimir Post

Christopher Robin Um Reencontro Inesquecível nos ensina sobre a vida e sobre os negócios.

Os que me seguem por aqui já perceberam que amo filmes e, gosto ainda mais de fazer paralelos com a nossa vida, profissional ou pessoal. E hoje, quero indicar para vocês, Christopher Robin, Um Reencontro Inesquecível. Não, não se trata de um filme infantil. Também não é um filme água com açúcar. É um filme forte, profundo e cheio de questionamentos.

A história começa com a despedida do pequeno Christopher da Floresta dos Cem Acres e sua promessa de jamais esquecer seus amiguinhos.

Logo em seguida encontramos com o adulto Christopher, chefe de departamento, cheio de responsabilidades, sem tempo para a família, sem saída e com uma missão: demitir metade do seu departamento, quem escolher?

Não, não vou dar mais spoilers, você precisa assistir esse filme. Vamos apenas nos questionar juntos.

A árvore sempre está onde deveria estar

A árvore aqui é uma metáfora para a saída, para os acontecimentos que nos desafiam ao longo da vida. Alguns destes desafios nos levam invariavelmente a pergunta: por que eu? Então, as dificuldades sempre aparecem por um motivo específico? Querem nos fazer entender algo? Precisamos realmente passar por aquilo?

Muitas vezes, em nossa vida profissional, somos desafiados por situações que nos parecem sempre injustas. Perder um grande cliente, perder um ótimo colaborador, o sistema que sempre foi confiável passa a falhar. Difícil explicar, fácil cair para o lado holístico da explicação, mas o fato é uno: com estas dificuldades, crescemos, aprendemos, e até mesmo, simplesmente, mudamos o caminho.

As pessoas dizem que nada é impossível, mas eu faço nada todos os dias.

Fazer nada todos os dias, fazer o impossível todos os dias. Isso é a síntese de nossa vida profissional, principalmente se você é empreendedor.

Quantas vezes você deu duro, resolveu problemas, encontrou soluções, prospectou, vendeu, enfim… e no final do dia teve aquela sensação de que não fez nada? Vamos pensar da seguinte maneira:

Você pegou um dia vazio e deixou ele cheio de possibilidades. Você criou do nada o muito. Você fez sim, o impossível, apesar de pensar que fez, nada.

Que dia é ?

É hoje!

Ah, hoje… meu dia favorito!

Talvez esse seja a reflexão mais impressionante de todo o filme. HOJE. Não, amanhã, principalmente, não, ONTEM. HOJE.

O hoje é uma oportunidade única que temos de fazer tudo absolutamente igual ou tudo diferente, não vai se repetir. É uma oportunidade. Claro, não é uma ode ao dane-se! Não. É uma convocação ao “você pode fazer diferente”. É algo que diz que tudo de ruim que ocorreu ontem pertence ao ontem, pode ecoar no hoje ou até mesmo no amanhã, mas ainda assim pertence ao passado.

Faça. Acredite. Busque. Decisões difíceis todos temos que tomar dia a dia. Demitir ou Contratar? Bonificar ou Descontar? Enfrentar ou Ceder? Casar ou Separar? Enfim, decisões, todos as tomamos, todos temos desafios, e, apesar de você pensar que o mundo só dita a você as regras mais rígidas, não, não é assim.

Uma sugestão muito especial e espero que você a aceite. Assista com o coração leve, assista sem o preconceito de assistir um “filme” infantil (que repito, não é ) e, acredite, um urso amarelo, sujo e lerdo vai te dar grandes lições de vida.

Link permanente para este artigo: https://www.blogdoediney.com.br/christopher-robin-um-reencontro-inesquecivel-nos-ensina-sobre-vida-e-sobre-os-negocios/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>