«

»

jul 03

Imprimir Post

Respeite a si mesmo, seu trabalho e seu talento

Respeite seu trabalhoEntenda ao ler esse texto entenda que: algumas pessoas simplesmente não te respeitam. Não importa se você é bom no que faz, não importa se você paga seus impostos direitinho ou é uma pessoa de família exemplar, elas não te respeitam. Já se perguntou por quê?

Porque você se posicionou assim. A resposta, apesar de dura é real. Durante algum tempo, em episódios específicos e quem sabe, usando de muletas as desculpas da vida como “preciso desse cliente”, “não posso perder esse dinheiro” ou ainda a mais popular de todas: “Ele é gente boa!”, as pessoas foram entendendo que você tem o valor que elas acham que você tem. Foram entendendo que apesar de você fazer tudo certinho e muitas vezes, bem acima do acordado, você não está no mesmo patamar das pessoas que cobram o que devem por seu trabalho. Em grosso modo, elas, as que cobram o que devem, viraram meta e você virou realidade.

Os que odeiam são admiradores secretos que não entendem porque tantos te amam.
Paulo Coelho.

E de novo, não trata-se da qualidade do seu trabalho ou do seu atendimento, aqui tratamos do modo como você se posicionou e principalmente: coragem. Não estou fazendo um discurso difuso para dizer que você fez tudo errado, afinal, só você sabe o tamanho do seu aperto, agora, se você tem certeza que é um profissional diferenciado, que se coloca nos melhores patamares, é preciso coragem para enfrentar agora águas revoltas para depois poder navegar em mares mais tranquilos.

Tudo isso é diferente de negociação, bem diferente aliás. Negociação são duas partes tentando encontrar um meio do caminho entre duas ambições, não há favores, há duas partes que tem coisas diferentes a oferecer. Negociação não é você acertar A e esperar AB, também não é você pagar X e cobrar pelo alfabeto inteiro. Não é. Isso é falta de respeito, de valorização e é aí que você precisa se posicionar, e sim, você pode perder o cliente por isso. E sim, você pode passar por perrengues financeiros, e sim, você chegar muito perto de desistir, mas não vai. Porque você sabe quão bom é, e que passará por mais essa.

Muitas das derrotas da vida acontecem quando as pessoas não percebem o quão perto estão quando desistem.
Thomas Edison

As relações comerciais precisam ser maduras, sem medos ou receios, elas precisam se basear na relação ganha-ganha, quando um destes elos se quebra, evidentemente haverão sequelas, mas só para aqueles que permitirem sequelas. Como diz a música, levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima. Isso vale para tudo, incluindo as negociações.

Pense: não há vencedores em uma negociação, há acordos bem fechados!

Link permanente para este artigo: http://www.blogdoediney.com.br/respeite-si-mesmo-seu-trabalho-e-seu-talento/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>